Acirefamíla Pires, Estudante de Direito
  • Estudante de Direito
  • Pro

Acirefamíla Pires

Curitiba (PR)
5seguidores5seguindo
Entrar em contato

Comentários

(21)
Acirefamíla Pires, Estudante de Direito
Acirefamíla Pires
Comentário · há 8 meses
Olá nobre colega, as vezes agente comete uma gafe por ignorância, ou seja falta de conhecimento, não vou entrar no mérito das tuas outras citações, por falta de conhecimento de causa, mas no caso dos Correios, sou praticamente testemunha ocular, pois trabalhei lá, foi tanto que até adquiri tendinite, por mais de 3 anos em departamentos estratégicos dos setores jurídico, financeiro e contábil, e digo ao nobilíssimo, nos anos de 2008, 2009 e 2010 vi os documentos de apuração de resultados com lucro liquido entre 800 milhões a 1 bilhão de reais, fora os desvios e propinas (Ex. caso do ex-Roberto Jeferson considerado culpado em trânsito em julgado). Então essa estória que estatal não da lucro e sim recebe dinheiro do governo e pura falácia de neoliberais que querem depreciar empresas puramente lucrativa para vender em leilões para seus parceiros, a preços de banana, para depois receber propina por fora, alias a propina, no Brasil é prática cultural de política generalizada e enraizada praticamente em todos os partidos políticos, com raras exceções e não apenas do PT. Na privatização do Banestado, Banco Estatal do Paraná, gestão do extinto PFL atual DEM, vendeu-se o ativo a preço de banana ao Grupo Setubal e o governo ficou com o passivo de 30 Bilhões para o povo paranaense pagar. Que tipo do negócio é esse?
Os Correios concede a União receita originária, o que faz com que a União não necessite cobrar tributos para obter receitas derivadas.
Concluindo para não passar por ignorante, é preciso que antes estudemos e pesquisemos um pouco antes de falar qualquer asneira.
Sugiro ler o livro Privatária Tucana, estudar um pouco sobre Demonstrações Contábeis, depois ver os balanços e Apurações de Resultados, para somente ai emitir um parecer.
Acirefamíla Pires, Estudante de Direito
Acirefamíla Pires
Comentário · há 9 meses
Um assunto tão polemico e ninguém comenta nada. Por que será? Eu acho que é porque os brasileiros em regra, salvo exceções, são muito supersticiosos e acreditam em maldições, até mesmo os ditos intelectualizados doutores, sofrem do uma síndrome chamada Dissonância Cognitiva, onde ocorrem construções de crenças que são incontidas em suas mentes desde o nascimento, o que causa uma dificuldade de raciocinar direito, facilita a lavagem cerebral utilizando do quesito religião, onde também oportunistas aproveitam-se da boa fé-objetiva da pessoas que estão fragilizadas emocionalmente e psicologicamente, quando não estão em condições de usar sua razão corretamente, e acreditam em tudo que aqueles ditos sacerdote de um deus altíssimo dizem, para assim ludibriarem.
Então doutores tomem cuidado com a Dissonância cognitiva, não tenham medo de avaliar sua religião racionalmente, fé e ciência se misturam sim, se quiserem ter a correta e lucida percepção da coisas. Foi a razão e a ciência do iluminismo, e não as crenças e superstições, que curaram doenças e possibilitaram tratamentos, que trouxeram evoluções ao ser humano e a sociedade. Um assunto tão complexo, procurei, apenas ser sucinto. Parabéns doutora por sua reportagem, este é um tema de prática tão comum no nosso dia a dia de nossa sociedade, e as pessoas tem medo, por pensar que estão processando da um deus idealizados por elas e não as esses picaretas oportunista da boa fé e dificuldade alheia, na realidade, no quesito crenças e religião muitos ainda possuem uma mentalidade que existia na Idade Média.

Recomendações

(44)
Jorge Ferreira, Advogado
Jorge Ferreira
Comentário · há 10 meses

Perfis que segue

(5)
Carregando

Seguidores

(5)
Carregando

Tópicos de interesse

(3)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Acirefamíla Pires

Entrar em contato